<span class="hidden">–</span>CAPRICHO/Sestini/Reprodução

Música no topo das paradas de sucesso, recorde de vendas, discos aclamados pela crítica, shows lotados e muitos prêmios no currículo. Tudo isso já fez parte da rotina da cantora Minzy um dia. Aos 26 anos, ainda é difícil não associá-la ao lado de CL, Bom e Dara à frente do 2NE1, um dos maiores e mais lendários grupos femininos já lançados pelo K-pop.

Entre feitos históricos e algumas polêmicas, o quarteto estreou pela agência YG Entertainment em 2009 e teve seu fim anunciado em 2016. Minzy, a integrante mais nova, deixou a girl group em abril daquele mesmo ano e optou por não renovar seu contrato com a empresa. Embora a decisão tenha marcado a geração de fãs da época, ela não esconde a importância que o 2NE1 teve em sua vida. “Minzy, você fez um bom trabalho, você é incrível e eu sempre vou te apoiar, você pode fazer tudo!”, revelou a cantora à CH sobre o conselho que dá a si mesma quando pensa no passado.

Esse amor próprio também foi a base para que ela superasse um quadro clínico de depressão e se tornasse uma das maiores representantes da saúde mental na cena do pop sul-coreano. “Nós precisamos mudar nossa perspectiva sobre a saúde mental, eu desejo que as pessoas possam falar sobre esse tema de uma maneira confortável e com mais confiança, e que a sociedade providencie mais acesso à elas”, disse. É notável que algumas agências estejam falando abertamente sobre o tema ou auxiliando casos de ansiedade e depressão entre seus artistas, mas, para ela, é importante entendermos que idols são pessoas. “Ainda não é comum, mas algumas agências estão tentando fazer algo diferente hoje em dia. Os idols de K-pop são todos humanos, então cada um tem uma personalidade diferente. Acho que é uma boa tentativa, mas ainda é necessário criar mais esforços. Quanto mais tentarmos ajudar, mais brilhante será esse futuro.”

Assim como as demais integrantes, Minzy seguiu carreira solo em busca de sua própria cor. Nesse caminho ela já lançou diversos projetos, incluindo uma faixa totalmente em inglês. Sua empreitada mais recente é Lovely, single lançado em maio de 2020. Para ela, a música é um presente aos fãs que estão sempre do seu lado: “Obrigada por estarem comigo durante esse tempo todo. Eu espero que minha música possa ajudá-los cada vez mais”. Na hora de compor, Minzy conta que seu processo criativo está conectado ao cotidiano. “Normalmente, sempre me sinto inspirada pelos meus amigos, fãs e outras pessoas ao meu redor. Eu realmente gosto de combiná-los e transformá-los em uma ideia. Então, isso se torna uma música, uma letra ou um conceito.”

Cheia de boas lembranças, Minzy ressalta que o laço de amizade entre ela, CL, Sandara e Bom continua vivo: “Nós construímos tantas boas memórias, especialmente quando passávamos muito tempo juntas na época de trainee. Nós praticávamos juntas até mesmo nos feriados. Eu ainda me lembro de todas essas pequenas coisas, e isso me faz sentir quentinha e abraçada”, diz. Em maio, CL compartilhou em seu Instagram um vídeo emocionante das integrantes juntas comemorando virtualmente o aniversário de 11 anos de 2NE1. O BLACKJACK surtou!

Toda essa cumplicidade representa também uma enorme força feminina para a indústria. Não à toa, até hoje 2NE1 é admirado por ter incorporado às sua música temas como o empoderamento. Mas, quando o assunto é representatividade, ainda falta espaço e respeito. “Eu espero que haja mais oportunidades para solistas femininas. A indústria do K-pop já tem tantos grupos masculinos e femininos, então eu espero que solistas consigam mais espaço, poder e oportunidades a partir de agora”, destaca Minzy.

Infelizmente, o 2NE1 nunca veio ao Brasil, mas Minzy realizou o sonho do fandom no ano passado quando foi a atração principal da inauguração do novo espaço do Centro Cultural Coreano de São Paulo. Na ocasião, a cantora subiu no palco para emplacar I Am The Best — uma das músicas mais emblemáticas da década passada — entre outros hinos. Sua breve apresentação foi o suficiente para comover o público que lotou o trecho da Avenida Paulista. Minzy guarda com muito carinho as recordações desse dia: “Foi ótimo poder viver esse momento com os brasileiros.”

Agora, em parceria com a produtora Highway, os fãs brasileiros mais saudosistas ganharão uma oportunidade única para se encontrar outra vez com a cantora. Devido a pandemia de COVID-19, a empresa lançou um evento de fanmeeting virtual, onde qualquer pessoa poderá se conectar para conversar por até dois minutos com Minzy, com direito a tradução entre os idiomas coreano e português. Demais, né? “Eu sei, é um momento muito difícil para todos nós, talvez agora seja um período em que a gente possa olhar para trás e refletir sobre nossas vidas ocupadas. Se não podemos evitar esse momento, vamos aproveitá-lo”, disse a cantora. Minzy explica que também tem usado a quarentena para assistir musicais, ler livros e ouvir música: “Eu amo assistir clipes antigos e ver o estilo das artistas femininas. Janet Jackson e Missy Elliott são sempre as minhas inspirações”. O que muita gente não sabe é que ela também adora cozinhar: “Eu sou uma ótima cozinheira, especialmente para comida tradicional coreana. Se você quiser experimentar uma comida coreana deliciosa, eu posso preparar para você!”, brinca.

E, se você quer um conselho de como aproveitar esse momento único do fanmeeting, ela deixou um dica: “Eu sou muito boa em dar conselhos, então espero que você tire isso de suas preocupações. Darei um ótimo conselho à você no nosso encontro”.

O evento Highway Meet acontecerá nos dias 13 de novembro, com sessões às 20h, 21h e 22h (horário de Brasília), e dia 14, com sessões às 20h, 21h, 22h e 23h (horário de Brasília), e no dia 15, com sessões às 20h, 21h e 22h. Os ingressos já estão à venda no site oficial da Highway. “Vamos continuar construindo muitas memórias e eu voltarei em breve com um novo projeto. Amo tanto vocês!”, completa.

Continua após a publicidade