A Rússia registrou nesta quarta-feira, 11, a notificação de 432 mortes pela Covid-19. Segundo balanço divulgado pelas autoridades locais, o número representa maior número de óbitos em um mesmo dia desde o início da propagação do novo coronavírus. Até o momento, a quantidade mais alta de vítimas da doença em uma mesma data havia sido os 389 da última quarta-feira. No total, o país soma 31.593 falecimentos em decorrência do coronavírus e 1.836.960 de infecções registradas. O recorde de mortes no país acontece no mesmo dia em que a Rússia anunciou resultados preliminares que apontam 92% de eficácia da vacina Sputnik V, composto desenvolvido  Instituto Gamaleya.

Moscou, o principal foco da propagação da doença no país registrou nesta quarta-feira 4.477 infecções e outras 73 mortes. Apenas na capital do país, 7.502 pessoas já faleceram por causa da Covid-19. Com isso, nesta terça-feira, o prefeito da cidade, Sergey Sobyanin, anunciou novas restrições para limitar o funcionamento de instituições educacionais e alguns serviços oferecidos à população. Entre as ações também está o retorno do ensino remoto para alunos do ensino médio e universitários. Além disso, restaurantes, boates, entre outros estabelecimentos semelhantes só poderão funcionar até 23h do horário local, enquanto salas de cinema, teatro, de música, só poderão ter ocupação de até 25% da capacidade. Eventos esportivos são acontecerão com autorização prévia das prefeituras.

*Com Agência EFE