O Procon de São Paulo notificou a operadora de telefonia Claro sobre propaganda enganosa por venda do 5G. O diretor do órgão de defesa do consumidor, Fernando Capez, lembra que a tecnologia não está presente no Brasil. “Estão sendo feitas publicidades de venda de aparelhos a essa tecnologia. O Procon já notificou a Claro, notificou a Samsung, vai notificar a Motorola e quer saber por que estão fazendo esse tipo de publicidade. Algumas respostas já chegaram, a gente vai dar uma manifestação conjunta assim que todas as respostas chegarem”, explica, ressaltando que quais as informações obrigatórias devem ser disponibilizadas aos clientes.

“A informação deve ser clara, adequada e ostensiva. Como a informação não foi dada ostensivamente, ela é uma grave afronta ao código do consumidor. Esse tipo de esperteza, desde a aprovação e a entrada em vigor do Código do Consumidor, é considerada propaganda enganosa. E por essa razão o Procon está muito preocupado. As pessoas que compraram aparelhos considerando essa tecnologia e são surpreendidas e estão prejudicadas.” O diretor do Procon de São Paulo lembra que as reclamações devem ser direcionadas pelo site do órgão.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos