O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) apagou neste domingo, 15, uma postagem onde pedia votos para Celso Russomanno (Republicanos), Marcelo Crivella (Republicanos), entre outros candidatos aliados. O texto com indicações para prefeitos e vereadores em diversas cidades brasileiras havia sido publicado na conta oficial do presidente no Facebook neste sábado, 14. A postagem seguia a linha eleitoral que Bolsonaro assumiu nas últimas semanas em suas lives. Os indicadores do presidente nas principais capitais estavam atrás nas prévias divulgadas pelo Tribunal Superior Eleitoral. Russomanno, que chegou a liderar as pesquisas em São Paulo, estava em quarto lugar, com 10,4% dos votos. Já Marcelo Crivella perdia para Eduardo Paes, com 37,1% ante 20,4%. Em Recife, a Delega Patrícia (Podemos) somava 15% dos votos apurados e estava na quarta colocação. Já em Belo Horizonte, o indicado Bruno Engler estava na terceira colocação, com 11,5% dos votos apurados.

A “cola” do presidente ainda indicava a Coronel Fernanda (Patriota) para senadora por Mato Grosso. Para os cargos do Executivo, Bolsonaro indicou Coronel Menezes (Patriota) para Manaus, Ivan Sartori (PSD) em Santos, Capitão Wagner (PROS), em Fortaleza. Para vereador, o presidente apostou em Sonaira Fernandes (Republicanos) e Clau de Luca (PRTB) para São Paulo, Deilson Bolsonaro (Republicanos), em Boa Vista, Wal Bolsonaro (Republicanos), em Angra dos Reis e Nikola Ferreira (PRTB) em Belo Horizonte.