A Polícia Federal (PF) cumpre neste domingo, 15, a operação Voo da Madrugada. O objetivo da ação é combater a prática de “derramamento” dos tradicionais santinhos eleitorais no dia do pleito municipal 2020, que acontece em mais de cinco mil municípios brasileiros. Segundo informações da PF, 30 pessoas foram presas e tiveram os materiais de campanha apreendidos. Entre as pessoas conduzidas as Delegacias da Polícia Federal para prestarem esclarecimentos estão dois candidatos a vereadores flagrados distribuindo os itens publicitárias em Boa Vista/RR, três em Epitaciolândia/AC e um candidato a vice-prefeito em Cachoeiro do Itapemirim/ES.

A distribuição e destinação excessiva dos tradicionais santinhos em proximidade das seções eleitorais é considerado uma “prática comum nas eleições”, diz documento da PF, com o objetivo de conquistar eleitores indecisos que se deslocam ao local de votação sem candidatos escolhidos. Assim, os eleitores acabam utilizando os santinhos encontrados como “cola para registrar seu voto na urna eletrônica”, o que garante os votos aos candidatos. A prática é considerada crime de propaganda eleitoral irregular, já que a legislação permite a distribuição de material de campanha até a véspera da eleição, e possível crime ambiental. As penalidades incluem detenção de seis meses a um ano e reclusão, de um a quatro anos, além de multa.