O prefeito e candidato à reeleição na capital paulista fez visita pelo bairro Valo Velho, na zona sul de São Paulo, nesta terça-feira, 24. Bruno Covas (PSDB) caminhou pelo comércio da região e parou para tirar fotos e cumprimentar os eleitores. A presença do candidato, mais uma vez, provocou aglomeração e gerou “indignação” em comerciantes, que temem uma segunda onda da Covid-19 e um novo fechamento das lojas. Covas rebateu e voltou a dizer que a situação da capital paulista está sob controle. “É importante dizer que na quinta-feira passada tivemos uma coletiva na Prefeitura mostrando uma estabilidade em relação ao número de casos na cidade de São Paulo, uma estabilidade em relação ao número de óbitos. A gente teve um aumento de internações, mas esse aumento também vem acompanhado de uma redução da quantidade de leitos, em especial da rede privada.”

Acompanhado do candidato a vice Ricardo Nunes, do MDB, o tucano defendeu o colega de chapa e disse lamentar a imagem de agressor colocada sobre ele. Questionado sobre a última pesquisa divulgada Datafolha, que mostra o crescimento do adversário Guilherme Boulos (PSOL), Bruno Covas rebateu e disse que vai continuar a campanha do jeito que começou. “Em nenhum momento nós pautamos a nossa campanha por pesquisa eleitoral. Pesquisa indica um momento, algo que é uma tendência, mas o importante é a eleição“, ressaltou. Indagado sobre a uma futura política habitacional, Covas disse que para resolver o problema da falta de moradia na cidade, é preciso firmar parcerias público-privadas e facilitar a construção de unidades habitacionais.

*Com informações da repórter Caterina Achutti