Mariana Belém, filha da cantora Fafá de Belém, fez um desabafo nas redes sociais nesta quarta-feira, 25. A artista contou que o livro “Abuso: A Cultura do Estupro no Brasil”, escrito pela jornalista Ana Paula Araújo, a encorajou a falar sobre um episódio traumático da sua infância. Aos 7 anos, ela foi vítima de abuso sexual e disse que “por um milagre não fui ainda mais violentada”. “Algo me fez correr porque achei errado um homem que deveria cuidar de mim estar passando a mão dentro do meu biquíni, colocando a minha mão no pênis dele e pedindo para eu ‘dar beijo’ naquela parte do corpo dele. Algo fez minha mãe chegar enquanto eu corria dele. Algo ali me salvou de algo pior”, relatou no Instagram.

Mesmo sendo muito próxima a Fafá de Belém, Mari teve dificuldade de se abrir com a mãe. “Minha mãe sempre foi minha parceira, minha confidente. Sempre fomos parceiras de vida, desde sempre. Levei 17 anos para contar por alto. E esses detalhes grotescos acima eu só contei quando moramos juntas durante essa pandemia (33 anos depois do ocorrido). Eu lembro do quarto, eu lembro da casa, eu lembro do exato momento em que minha mãe entrou na casa, eu lembro de detalhes, das frases. Trabalhei isso ao longo da vida, com psicopedagoga”, revelou a artista que passou anos trabalhando esses traumas na terapia, mas nunca esqueceu do que aconteceu.

“Eu me achava responsável. Eu achava que a culpa era minha. Eu tinha vergonha. Eu tive medo por anos. Quantas meninas, quantas mulheres não conseguiram correr? Quantas meninas acreditaram nos amigos dos pais, em familiares e tiveram sua confiança quebrada e seu corpo violado? Precisamos sim falar sobre Abuso. Precisamos ler e proteger nossos filhos, amigos”, afirmou Mari que espera que seu relato encoraje outras mulheres a se abrirem. A artista ainda contou que Ana Paula Araújo chorou quando ouviu seu relato e foi nesse momento que entendeu que a experiência dela podia abraçar outras mulheres que passaram por uma situação de abuso e guardaram isso para si por se sentirem culpadas.

Fafá de Belém deixou seu comentário na publicação elogiando a coragem de Mari: “Você é uma força da natureza, filha! Nossa conversa recente fez-me lembrar de várias situações que passei quando cheguei de Belém que jamais tinha trazido à luz da consciência como abuso. Obrigada por colocar luz num assunto tão delicado e vivido diariamente por nós mulheres, meninas, moças… Parabéns por sua coragem, filha. Muito orgulho de você”.