Uma vida longa e com qualidade depende da atitude de cada um de nós e da sociedade para enxergar o lado bom do envelhecimento. Afinal, viver mais é uma oportunidade de aprender mais e sempre. O “Novo Futuro da Longevidade” foi o tema do Fórum da Longevidade, evento patrocinado pela Bradesco Saúde, Bradesco Vida e Previdência e grupo Bradesco Seguros. “A saúde é o nosso bem mais precioso e pilar prioritário da longevidade e se tornou uma questão central neste momento. Estamos travando uma corrida contra o tempo e a favor da vida, exigindo de todos nós cada vez mais atenção e cuidado”, afirma Manoel Peres, diretor-presidente da Bradesco Saúde e Mediservice. Há quase 15 anos, o grupo desenvolve diversas iniciativas para compartilhar com a população a importância do envelhecimento saudável, com qualidade de vida, bem-estar e planejamento financeiro. Neste ano, o fórum reuniu especialistas nacionais e internacionais para discutir os caminhos para uma vida longeva e com qualidade em todas as suas dimensões, como saúde, trabalho, comportamento e relações pessoais. Você pode assistir ao evento AQUI

Os desafios enfrentados pela saúde global devido à pandemia do novo coronavírus impactam a longevidade, em especial dos mais velhos, o grupo que requer mais atenção. O médico infectologista, Edimilson Migowski, alerta que o período pode afetar os pilares do envelhecimento saudável. “Você confinado dorme mal, não faz atividade física, acaba abusando do álcool e há o distanciamento. Isso certamente vai comprometer a resposta imune e vai fazer com que esse cidadão tenha realmente parte da saúde comprometida por causa da Covid-19”, afirma. Esse período de fortes incertezas e adaptações leva a um momento de ansiedade que pode afetar a saúde na velhice. Para o psiquiatra Rodrigo Bressan, há maneiras de amenizar a situação: “Cada vez nós temos uma notícia nova e a cada momento nós temos que nos adaptar de novo. Uma das coisas que é mais útil para manter a estabilidade com menos estresse é estabelecer uma rotina”. Ainda assim, o médico gerontólogo Alexandre Kalache destaca que é possível transformar a tensão do momento em algo bom por meio da resiliência. “Há estudos mundiais mostrando que, com frequência, as pessoas mais velhas lidam melhor com a ansiedade. Essa ansiedade, podemos transformar em uma coisa positiva dependendo da forma como encaramos.”

O publicitário brasileiro, Washington Olivetto, trouxe ao evento um pouco da sua trajetória de vida e a constante busca pela reinvenção. “Vivemos sob um ponto de vista geral da humanidade o mais adorável desafio de reinvenção, porque há a possibilidade de viver mais e quem vai viver mais tem de fazer mais coisas e criar mais espaços. Tem que ser jovem o tempo inteiro e essa é a grande busca”, afirma. No Brasil, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa de vida ao nascer já alcança 76,7 anos, contra 45,5 em 1940. Nesse ritmo, estima-se que, em 2060, um em cada quatro brasileiros terá mais de 65 anos. Tendo em vista esse futuro, é importante equilibrar os gastos do presente com o futuro, como destacou a especialista em educação financeira Ana Leoni. “Quando você começa aos 20 anos, você tem tempo pela frente e o seu esforço financeiro pode ser melhor. Quando você já tem os seus 40 ou 50 anos, o desafio se torna maior, mas ainda é possível”, afirma ela.

O fim do evento foi marcado por muita música e alto-astral com o grande homenageado desta edição do Fórum da Longevidade: Gilberto Gil, como Ícone da Longevidade. O músico, cantor e compositor faz parte de uma galeria que já conta com Cid Moreira, Nicette Bruno, Toquinho, Vanderléa, Nora Rónai, Zuenir Ventura, Jane Fonda e Shirley MacLaine. O Fórum da Longevidade é uma iniciativa da TV1 com patrocínio do Grupo Bradesco Seguros. Desde 2006, o evento reúne especialistas das mais diversas áreas para oferecer uma abordagem ampla e multidisciplinar ao tema, além de enriquecer o debate a partir do olhar, conhecimento e da experiência de vida de artistas, empresários, jornalistas, atletas e personalidades do Brasil e do mundo que trouxeram maior projeção e visibilidade ao tema da longevidade.

A edição de 2020 contou também com a participação da atriz Bruna Lombardi, da doutora em antropologia Mirian Goldenberg, do autor do best-seller “The Blues Zones”, Dan Buettner, e da atriz e apresentadora Cissa Guimarães. Neste ano, devido às restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus, o Fórum da Longevidade foi transmitido ao vivo no canal da Bradesco Seguros no YouTube e teve a apresentação da jornalista, atriz e apresentadora Érica Reis.