O criador da série “Euphoria”, Sam Levinson, e a protagonista da trama, Zendaya, marcaram presença na CCXP World e falaram sobre a tão aguardada segunda temporada da produção original da HBO. A atriz contou que se apegou a sua personagem, Rue Bennett, uma jovem que enfrenta problemas com drogas e busca se encontrar no mundo. “Eu senti muita falta dela. Estou muito orgulhosa de participar dessa produção, acho que o Sam levou a série para outro patamar”, afirmou a artista que também está no elenco do filme “Duna” – outro lançamento da Warner muito aguardado para 2021.

Assim como muitas produções culturais, as gravações de “Euphoria” sofreram alguns obstáculos por conta da pandemia causa pela Covid-19, mas isso não desanimou Sam, que ficou feliz por poder continuar contando essa história. Mesmo com as gravações interrompidas, ele falou que está muito satisfeito com o rumo que a segunda temporada está tomando. Um dos momento mais especiais para ele foi o reencontro com os atores quando eles começaram a gravar, isso antes da pandemia paralisar tudo. “Estamos orgulhoso de tudo que fizemos, lembro que quando encontrei tudo mundo do elenco eu chorei. Somos uma família”, afirmou.

Em meio a tantas cenas intensas, que são características da série, Zendaya falou como se sentia nos bastidores das gravações. “Ter apoio é muito importante e eu tinha suporte no set. Eu me sentia em um lugar seguro para explorar essas cenas difíceis”, comentou a atriz. Um detalhe ressaltado durante o painel da CCXP é que a série de sucesso da HBO conta com Barbie Ferreira no elenco, uma atriz americana que é filha de uma brasileira. Ao ser questionada sobre sua relação com a atriz, Zendaya fez elogios: “Ela é incrível e muita talentosa”. A protagonista de “Euphoria” também comentou que a colega de elenco tem muito orgulho da cultura brasileira e que acha incrível ela saber falar português fluentemente. “Vou pedir para em me ensinar”, brincou. Neste domingo, 8, vai ao ar, às 23h, um episódio especial da série na HBO.