O ex-presidente do Uruguai Tabaré Vázquez foi sepultado após cerimônia íntima neste domingo, 6, em Montevidéu, no Uruguai. O velório teve a presença apenas de familiares e amigos próximos, para evitar a propagação da Covid-19. Chefe de governo por dois mandatos, entre 2005 e 2010, e 2015 e 2020, Vázquez faleceu neste domingo, 6, aos 80 anos, após lutar por longo período contra um câncer no pulmão. O antigo mandatário foi enterrado no Cemitério de La Teja, no bairro em que nasceu.

O caixão onde estava o corpo do ex-presidente foi coberto pelas bandeiras da Frente Ampla, partido ao qual era filiado, e ao do Progreso, clube de futebol que comandou entre 1979 e 1989, inclusive, levando ao título nacional, no último ano de mandato. Antes, a bandeira do Uruguai cobria o corpo durante todo o cortejo fúnebre, que partiu da sede da prefeitura de Montevidéu até o cemitério. Diversas pessoas foram às ruas para dar o último adeus a Vázquez, com um aceno. Apesar do pedido da família do ex-presidente para que não houvesse aglomerações e a transmissão do cortejo pela televisão, algumas pessoas desrespeitaram normas de segurança para evitar a propagação do novo coronavírus.

*Com informações do Estadão Conteúdo