O mês de novembro de 2020 foi o mais quente da história, ultrapassando as temperaturas registradas em 2016 e 2019, que possuíam as temperaturas mais altas até então, em 0,13 graus. O anúncio foi feito nesta segunda-feira, 7, peço Serviço de Monitorização das Alterações Climáticas do Copernicus. Outra informação do Copernicus indicou que a temperatura global no mês tem sido 0,77 graus superior à média dos meses de novembro entre os anos de 1981 e 2010.

Na Europa, a temperatura foi 0,2 graus maior do que em novembro de 2015, que era o mês com recorde de calor. A Noruega teve o novembro mais quente desde 1900. Suécia e Finlândia também registraram novos recordes em 2020. Em escala global, as temperaturas foram altas em uma região que vai da Sibéria até o Oceano ártico. Outra regiões com temperaturas elevadas para o mês foram o planalto tibetano, na Ásia, e o letes da Antártica. Por outro lado, diversas áreas registraram temperaturas abaixo da médica, como o Canadá, a Groenlândia, o norte da África, a costa do Brasil e partes da Austrália.

*Com informações da EFE