Nesta quarta-feira, 9, o governo dos Emirados Árabes autorizou o uso emergencial da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela empresa farmacêutica chinesa Sinopharm. O imunizante teria demonstrado uma eficácia de 86% após análise da terceira fase de testes clínicos. Apesar do Ministério da Saúde do país ter anunciado o registro oficial da vacina, ainda não foram revelados detalhes de quando as primeiras doses serão aplicadas na população em geral. No entanto, a vacina já vem sendo aplicada em profissionais de saúde dos Emirados Árabes desde setembro. Além disso, o próprio líder de Dubai, o sheik Mohammed bin Rashid Al-Maktum, teria tomado uma dose experimental em novembro. A vacina contra Covid-19 desenvolvida pela Sinopharm não é a mesma que a da farmacêutica Sinovac, cuja CoronaVac está sendo testada no Brasil.

*Com informações de agências internacionais