Esta sexta-feira, 18, promete ser agitada na Câmara dos Deputados. Isso porque, em uma tentativa de fragilizar a onda em torno da candidatura do deputado Arthur Lira (PP-AL) para a presidência da casa, a oposição passa a se mexer. Para derreter o candidato aliado do presidente Jair Bolsonaro, parlamentares do PSB, PDT e PCdoB cercam o PT para decidir se apoiam o bloco do atual presidente, Rodrigo Maia. A expectativa é que a definição da oposição deva sair ainda hoje. No entanto, o Partido dos Trabalhadores, que detém a maior bancada da casa com 54 deputados, ainda pensa em lançar candidatura própria. Mas isso pode levar que lira vença em primeiro turno.

Aliados de Maia defendem que ele apoie o emedebista Baleia Rossi, mas o PT não simpatiza com o nome, já que foi bastante atuante pró-impeachment de Dilma Rousseff, anos atrás. Nesta quinta-feira, Rodrigo Maia e Arthur Lira tiveram um forte bate-boca motivado pelo presidente da Câmara ter iniciado pela manhã as votações, ignorando que o Congresso teria sessão no mesmo horário para votar projeto de interesse do governo. Arthur Lira tem, atualmente, o apoio de dez partidos para a presidência da Câmara na disputa, que ocorre em 1º de fevereiro de 2021. O grupo de Rodrigo Maia tenta unir a oposição com um bloco de seis partidos para lançar um candidato.

*Com informações do repórter Fernando Martins