<span class="hidden">–</span>CAPRICHO/Sestini/Reprodução

Anitta: Made In Honório está dando o que falar. A série documental da Netflix sobre a cantora estreou recentemente e, desde então, manteve um lugar cativo entre os assuntos mais comentados do Twitter. O seriado acompanha o dia a dia da artista, que é uma das mais famosas do país. Mas, o que deu pano para manga foi a maneira como Ani aparentou tratar os funcionários. 

Foram brigas homéricas, trocas de ofensas e ameaças de demissão em vários momentos. Uma bailarina confessou que até sentia um pouco de medo da patroa. Renner Souza, o maquiador, foi um dos profissionais que lidou com o jeito impulsivo de gerir de Anitta. “Ela me demite todos os dias, me manda embora. Inclusive, tem imagens aí. Aí, eu vou embora. Daqui a pouco, ela chega no hotel e fala: ‘Amigo, vem dormir comigo’”, ele disse em frente às câmeras.

Agora, após toda repercussão, o maquiador defendeu a cantora nas redes sociais. “Muita gente acha que eu me humilho, mas na verdade ninguém sabe como ela se preocupa comigo e faz todos os meus gostos. Mesmo cheia de compromissos, ela sempre tem um tempo pra mim. Tenho muito orgulho de ser amigo, irmão dela”, escreveu Renner.

Anitta também comentou o tema nos Stories e diz que realmente Souza é como um irmão para ela. Ao ser questionada pelos fãs sobre os gritos com a equipe, Ani foi sincera: “Infelizmente é real. Eu falei que na série eu mostrava qualidade e defeitos”.

Outro ponto que causou um questionamento na galera foi a cena em que uma fã, que é uma senhora de idade, entra na casa de Anitta e a reação negativa da cantora diante aquilo. Ani levantou um ponto que não tem problema com a fã, inclusive reconheceu a senhora. Mas, que a sua casa é um espaço privado. Para fechar o assunto, a cantora fez uma declaração que pode servir para muitos momentos polêmicos da série: “Eu sou um ser humano normal, que reage de maneira normal as coisas. É isso que a gente tenta mostrar”.

E aí, você já assistiu ao doc?

Continua após a publicidade