<span class="hidden">–</span>CAPRICHO/Sestini/Reprodução

Eita, gente… Mais uma confusão envolvendo o elenco de Glee. Tudo começou quando Kevin McHale, o Archie, retuítou uma montagem feita por uma fã, em que a cara de Mark Salling, o Puck, aparece coberta por um emoji de vômito. Isso foi mal interpretado pela colega Heather Morris, a Brittany, que considerou a situação desrespeitosa. “O vômito no rosto de Mark é ofensivo”, disse a atriz.

<span class="hidden">–</span>Twitter/Twitter

Para quem não se lembra, Mark se suicidou aos 35 anos. Em 2015, ele foi denunciado por uma ex-namorada por posse de pornografia infantil e chegou a ser preso. Na época, Salling tinha feito um acordo com a Justiça e confessou a culpa no crime, podendo pegar até sete anos de prisão. A morte do ator aconteceu um mês antes da audiência que determinaria a sua sentença.

Criticada por sua postura em defender o ex-colega, Heather manteve o seu posicionamento. “Embora eu não tenha que dizer algo, isso é verdade. Então, obrigada a quem me tratou com tanto respeito e falta de educação em um momento que eu não consigo ficar um dia sem chorar pela perda de toda minha família Glee. Obrigada”, começou com ironia.

Em seguida, ela relembra que não foram só Cory Monteith, o Finn, e Naya Rivera, a Santana, que faleceram. “Nós não perdemos apenas dois membros do elenco. Nós perdemos três. E é incrivelmente difícil agir como se o terceiro fosse invisível, porque, apesar de suas ações injustificáveis, ele fez parte da nossa família e ele era DOENTE. Sim, pedofilia é uma doença. Eu não tenho que justificar algo porque, de vez em quando, é melhor que as coisas não sejam ditas. Vocês que tem muito a dizer sobre esse assunto, eu entendo vocês. Algumas coisas são imperdoáveis. Mas a semana de festas, entre todos os feriados, é muito difícil para nós”, finalizou.

<span class="hidden">–</span>Twitter/Twitter

E aí, o que você achou?

Continua após a publicidade