<span class="hidden">–</span>CAPRICHO/Sestini/Reprodução

Segundo informações de Léo Dias, Felipe Prior foi acusado de assédio sexual por duas jovens em uma festa em Brasília. As mulheres registraram boletim de ocorrência, entretanto o ex-BBB nega as acusações e uma amiga do arquiteto contou outra versão dos fatos.

De acordo com as mulheres, Felipe apalpou o corpo delas. Ao perceber o contato indevido, uma delas disse: “Tire a mão de mim”. Elas tentam ir em direção ao caixa do evento, mas Prior teria se aproximado delas novamente.

“Você acha que eu sou o que?”, perguntou o paulista. Elas, então, responderam “estuprador”. Para quem não lembra, Felipe foi acusado de estupro e tentativa de estupro por três mulheres. Os casos ocorreram em 2014, 2016 e 2018. A Justiça aceitou as denúncias e os casos serão julgados em maio de 2021.

Ainda, no boletim de ocorrência, os seguranças da festa pediram para que as jovens saíssem da balada. Na saída, houve uma confusão entre as supostas vítimas e outra mulher – que estava filmando a situação. Quando a jovem tentou impedir de a confusão ser gravada, a dona do celular deu um soco na cabeça dela. A jovem agredida foi encaminhada ao IML para fazer exame de lesão corporal.

Para Léo Dias, Prior negou veementemente todas as acusações e falou que também registrou boletim de ocorrência por ter sido chamado de “estuprador”. “Nunca fiz isso. Jamais passaria a mão em qualquer menino. Tenho até testemunhas que viram tudo”, explicou.

Nos Stories do ex-BBB, uma amiga chamada Jennifer Melaine deu a sua versão dos fatos, que contradiz o que as duas jovens disseram.

Continua após a publicidade

“Estávamos saindo […]. Ele virou para mim e disse: ‘Olha como eu faço amizades’. Haviam duas meninas na nossa frente, e ele, com o braço, foi em cima delas. Em cima do ombro delas. Na hora que ele foi com o braço, já pediu desculpas. Elas continuaram gritando, falando, falando. E ele [pedindo] desculpas. E, nessa hora, elas gritando muito. Eu, inclusive, me assustei. Cheguei a empurrá-lo e falei pro Prior para irmos para a porta, para não gerar mais confusão. Nessa hora, uma menina pediu para tirar foto com Prior. Ele foi tirar a foto. Quando terminou, ela saiu pelo outro lado, por trás dele, e chamou ele de estuprador. E foi aí que o Prior realmente se exaltou. Ele ficou bravo. Até porque, essa é uma acusação muito grave. Ele pegou o celular dele e começou a filmar ela, pedindo para ela repetir o que havia dito. Basicamente, foi isso que aconteceu. Não houve assédio, não houve ele passar a mão em alguém. Isso não aconteceu”.

Vamos aguardar e ver o que acontece!

Continua após a publicidade