<span class="hidden">–</span>CAPRICHO/Sestini/Reprodução

A série Outer Banks fez o maior sucesso com todo o drama e reviravoltas de John B, Sarah, JJ, o resto do grupo e seus mistérios.  No entanto, parece que a produção da Netflix não foi totalmente tirada da cabeça dos criadores, e sim das páginas de um romance já existente. Isso é o que afirma o próprio escritor em um processo de plágio. Eita!

O que rolou foi que um homem chamado Kevin Wooten processou a grande plataforma de streaming e também os criadores da série Shannon Burk, Jonas e Joshua Pate. Ele disse que toda história da série, lançada em 2020, foi tirada do seu livro Pennywise: The Hunt for Blackbeard’s Treasure.

No processo, obtido pelo TMZ, Wooten disse que em 2016 publicou seu livro que segue a história de quatro jovens adultos que se deparam com uma lenda local que os leva a um tesouro enterrado em um naufrágio lendário nas margens externas da Carolina do Norte. Segundo o novelista, qualquer semelhança a Outer Banks não é mera coincidência.

Ele afirmou que vendeu várias cópias do romance, inclusive na cidade de Wilmington, na qual Wooten diz que os irmãos Pate passaram um tempo significativo. O lugar é também onde os diretores publicamente revelaram que pegaram inspiração para a série, o que significa que eles podem ter esbarrado com a história.

O escritor ainda diz que a semelhança entre os personagens e estruturas são impressionantes. Isso inclui os arquétipos, os vilões – um policial corrupto e um benfeitor rico -, até mesmo as pistas que os adolescentes encontram e os lugares para o qual elas levam. No final o que Wooten quer, além dos danos, é ter seu nome e livro creditados. 

Veja o trailer da série da Netlfix:

 

Continua após a publicidade