A dentista Fernanda Costa, filha do traficante Fernandinho Beira-Mar, assumiu nesta semana uma vaga para o cargo de vereadora na cidade de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. Com o nome “Doutora Fernanda Costa”, referente à profissão na área de saúde, ela era primeira suplente do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) e abriu caminho até o cargo após a saída do vereador Fernando Lélis, que foi escolhido como secretário municipal de Serviços Públicos após a posse do prefeito Washington Reis. Ainda no sábado, 2, a vereadora publicou uma imagem confraternizando com o atual prefeito da cidade. “Firmando e fortalecendo o meu compromisso em representar as comunidades na Câmara municipal”, afirmou.

Segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral, Fernanda Costa tem 32 anos, é autodeclarada preta, não tem antecedentes criminais, não declarou bens e recebeu R$ 110,7 mil em recursos para as eleições de 2020. Desse total, R$ 8,7 mil foram em doações de pessoas físicas. Essa é a segunda vez na qual a candidata tenta se eleger como vereadora. Na primeira, no ano de 2016, ela era filiada ao Partido Progressista (PP), declarou R$ 140 mil em bens (que eram compostos por um carro e uma sala comercial) e recebeu R$ 25 mil em recursos financeiros. Na ocasião, ela não conseguiu se eleger.