O Brasil ganhou 1,5 milhão de eleitores no mês de abril, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), divulgados nesta segunda-feira (9). Em março, eram 148,3 milhões de pessoas aptas para votação, passando para 149,8 no mês seguinte.

Até o dia 30 de abril, o montante estava dividido em 79,2 milhões de mulheres e 78,4 milhões de homens. Os dados ainda são preliminares, já que o cadastro eleitoral se encerrou apenas na última quarta-feira (4).

Os resultados oficiais serão conhecidos em 11 de julho, com o quantitativo de eleitores por município, de acordo com o calendário do TSE.

Os números de jovens entre 16 e 17 anos, com voto facultativo, chamam atenção. Houve um salto de 54,3% entre março e abril. Subindo de 1.051.184, sendo 732.033 com 17 anos e 319.151 com 16 anos, para 1.622.732, com 1.038.321 eleitores com 17 anos e 584.411 com 16 anos.

Já entre os maiores de 70 anos, para quem o comparecimento também não é obrigatório, se manteve estável. Indo de 12,8 milhões em março, para 12,9 milhões em abril.

Em discurso na quinta-feira (5), o presidente do TSE, ministro Edson Fachin, anunciou que mais de 2 milhões de brasileiros de 16 a 18 anos tiraram título de eleitor entre janeiro e abril.

A CNN realizará o primeiro debate presidencial de 2022. O confronto entre os candidatos será transmitido ao vivo em 6 de agosto, pela TV e por nossas plataformas digitais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui