Expectativa para o BBB21: esquecer, por alguns instantes, todos os problemas que o Brasil está enfrentando. Realidade: uma semana (que mais parece um mês!) de discussões tão pesadas que simplesmente tornam impossível a nossa “alienação”.

Não me entendam mal, é extremamente necessário falar dos temas abordados por Lumena ou sobre o comportamento problemático de participantes como Karol Conká e Lucas Penteado. Só que o Big Brother Brasil sempre representou um respiro, aquele momento em que a gente se preocupa apenas em escolher um lado nas brigas por comida ou combinação de votos pelo bem da própria saúde mental. Mas este ano, ao invés disso…

Lumena x Caio

Os comentários que fizeram nas redes sociais sobre Lumena, que chamou a atenção de Caio por performar o estereótipo de pessoas trans — e não por simplesmente se maquiar —, só reforçam o quanto ainda precisamos avançar na luta contra a transfobia.

Lucas Penteado x Kerline

De um lado, um jovem preto que demonstra diversas inseguranças e mágoas relacionadas ao racismo (vídeo). De outro, uma mulher pressionada por um homem e desacreditada pelos colegas após ter suas palavras distorcidas por ele (vídeo). Difícil não pensar em quantos passam pelas mesmas situações diariamente.

Karol Conká x Lucas Penteado

O debate sobre cancelamento e tortura psicológica tomou conta das redes sociais quando a cantora expulsou o ator da cozinha e incentivou que todos comessem antes só para que ele fizesse as refeições sozinho. Desde então, os dois protagonizaram várias cenas muito, muito difíceis de serem assistidas!

Juliette x Karol Conká, Fiuk e outros

Cada vez mais isolada, a advogada não esconde que está bem chateada pelas “brincadeiras” (consideradas xenofóbicas) que alguns colegas de confinamento fazem sobre seu jeito e sotaque. E olha que ela ainda não sabe nem da metade do que nós já ouvimos aqui fora, hein?

Boninho, você nos prometeu!

 

Continua após a publicidade