A noite do Jogo da Discórdia no BBB21 desta segunda-feira (5/3) foi histórica e emocionante. João Luiz colocou para fora tudo o que estava entalado sobre o comentário racista de Rodolffo no reality, quando comparou o cabelo da peruca do monstro com o do professor. Ao ser exposto, Rodolffo apenas sabia se justificar e tentou normalizar suas falas preconceituosas trazendo exemplos de seus familiares. O pai do sertanejo saiu em defesa do filho nas redes sociais. 

O mínimo de ação que todos esperavam de Rodolffo era um pedido de desculpas, o que ele fez só depois de Pocah adverti-lo. Ainda assim, o sertanejo só reforçou a sua fala preconceituosa.Se todo mundo observou como era a peruca do monstro… Acredito eu que era um pouco semelhante”, disse o brother. 

Depois que os outros participantes apoiaram João, Camilla de Lucas, com uma santa paciência, foi conversar com o cantor para tentar fazê-lo entender o que havia de errado em sua fala. “O que cansa a gente não é essa coisa de você não saber o que é. As justificativas sempre são essas e eu realmente entendo que você não tenha falado para magoar”, explicou a influenciadora. 

Rodolffo a interrompe. “Camilla, o cabelo do meu pai é igualzinho ao do João. Se fosse pra machucar, eu queria machucar o meu pai?”, questiona ele. “Eu sei, eu entendo que às vezes a intenção não é magoar. Mas magoa”, rebateu a sister. 

“Mas a intenção não foi! Você acha que eu faria uma coisa de maldade? O cabelo do meu pai é igualzinho dele”, repetiu a dupla de Israel. 

A justificativa de Rodolffo de ter parente com o cabelo crespo não tira o peso preconceituoso de sua fala e atitude, mesmo que não tenha sido intencional. A discriminação racial ainda acontece. 

Continua após a publicidade

O próprio pai do cantor sertanejo, Juarez Dias, se posicionou na rede social do filho para apoiá-lo. Em uma seleção de fotos antigas, Juarez mostrou como o seu “black power”.

Na legenda, o pai disse que é filho de um homem negro e que ensinou Rodolffo e a irmã Izabella que ninguém é melhor do que ninguém. Ainda ressaltou que o filho está sofrendo “ataques desproporcionais” e que na época em que utilizava o cabelo crespo os amigos o chamavam de várias coisas, mas que isso nunca o incomodou

“Eu entendo que o mundo mudou, e que isso é ótimo. E como o mundo não mudou da noite para o dia, o ser humano também está em evolução“, escreveu ele no post. “Rodolffo tem um jeito xucro, interiorano, sem maldade, que fala o que vem à mente… Meu filho cresceu livre, começou a trabalhar muito cedo, numa realidade muito diferente dessa que vivemos. Ele é honesto, verdadeiro. E falho como todos nós”. No fim, ele desejou forças ao filho.

Continua após a publicidade