Toda edição do Big Brother Brasil tem um enredo e o deste ano parece ser “cancelamento”. E não estamos falando apenas fora de casa, não. Dentro do programa está tendo muitos canceladores que excluem outros participantes como Lucas Penteado, que não aguentou e desistiu do BBB21, e Juliette. Com isso, o debate sobre saúde mental entrou em pauta. Afinal, dá para distinguir o que é real e o que é um jogo? 

A médica Marcela McGowan, que participou do BBB20, sofreu ataques nas redes sociais enquanto participava do reality e teve consequências em sua saúde mental. No seu Instagram, ela contou como ficou abalada no pós-BBB.

Desde que saí ano passado, com tudo o que aconteceu comigo, minha saúde mental ficou muito ruim no meu pós-BBB. Fui para lugares muito sombrios e difíceis de lidar. Quando esse ano começou, fui engatilhada demais. Quando começa uma nova edição, as pessoas falam da gente, começam a comparar e vem um monte de coisa, tanto boa como ruim”, começou o desabafo, explicando o porquê de não se pronunciar muito sobre o programa.

Desde que saí, depois de tudo que assimilei que vivi, decidi que não ficaria tentando falar de pessoas em geral na minha rede social, que ia usar mais para trabalhar, falar só de coisas positivas. Realmente este é um ano que tem uma edição com muitas temáticas difíceis, e foi um processo para mim. Entender as coisas que estão acontecendo lá dentro, atitudes que fugiam de tudo que eu conhecia. De tudo que entendia de algumas pessoas. Fui comparada, tem um monte de coisa acontecendo e é por isso que o mais importante de tudo isso que estamos vivendo é entender as situações. Mais do que muitos erros que as pessoas estão tendo em maior ou menor grau. Claro que a gente se indigna, ficamos indignados com pessoas específicas, mas para além disso, entendermos muitos problemas”, disse ela.

Marcela ainda avaliou sobre o cancelamento na web. “Aqui está o reflexo que, para mim, é muito semelhante sobre como a internet tem sido nos últimos tempos, com muita toxicidade, como o cancelamento tem sido conduzido, que é resumir as pessoas a erros ali e nunca mais dar espaço para essa pessoa se comunicar sobre assuntos“, falou.

A ex-BBB falou também sobre como a militância se perde no cancelamento. “Muitas vezes as pessoas fazem esse cancelamento para as pessoas terem razão. Eu to falando do que está acontecendo lá dentro também. As pessoas querem mais ter razão em assuntos ou lacrarem do que de fato conscientizar. E quando você está militando, a intenção não seria que as pessoas entendessem a problemática? Que você trouxesse as pessoas para o seu lado?”

Recentemente Marcela assumiu seu namoro com a cantora sertaneja Luiza e se abriu sobre sua bissexualidade. Por esse motivo, ela comentou que o episódio de Lucas pedir para sair após ter beijado o Gilberto e ter sua sexualidade questionada mexeu muito com ela. “Eu passei uma vida em conflito com isso e falei disso no programa pela primeira vez. Quando eu vi a cena do Lucas beijando me veio uma imagem muito forte. Quando eu saí da minha casa pensei sobre um pensamento muito forte sobre não viver. Falei que não queria beijar mulheres e não queria me envolver com mulheres na casa porque fiquei com medo de como ia repercutir.” Ela conta que chegou a receber comentários que ela ela era “bi de telão” e que estava querendo “aparecer”.

E aí, o que achou do que Marcela disse?

Continua após a publicidade