O ex-prefeito de Salvador ACM Neto, que é presidente do DEM, negou que será candidato a vice do presidente Jair Bolsonaro nas eleições de 2022. Ao longo da semana, especulações nesse sentido começaram a se espalhar em Brasília. ACM Neto já disse que não tem compromisso prévio com nenhum pré-candidato e descarta nenhuma opção, inclusive apoiar Bolsonaro no pleito presidencial. Porém, segundo ele, ingressar na chapa diretamente está fora dos planos. O presidente do DEM também criticou especulações em torno das eleições do ano que vem.

ACM Neto afirmou que a prioridade é combater a pandemia, a crise econômica, o desemprego e acelerar a vacinação e a proteção aos mais pobres. Neto apontou que “as boas agendas propostas pelo governo federal terão apoio, como na área econômica”. Mas disse que o DEM vai adotar uma postura de independência. Desde a eleição para a presidência da Câmara, ACM Neto tem trabalhado para evitar uma debandada no DEM. Derrotado no processo, o ex-presidente da Casa Rodrigo Maia vem indicando que quer sair da legenda após a maior parte da bancada ter apoiado a candidatura de Arthur Lira ao invés de Baleia Rossi. Há uma expectativa de que Maia anuncie a saída do partido na semana que vem.

*Com informações do repórter Levy Guimarães