O governador de São Paulo, João Doria, disse nesta segunda feira, 13, que a fase emergencial reduziu em 17,4% as internações por Covid-19 no Estado nas duas últimas semanas. Em publicação no Twitter, ele justificou o aumento no número de óbitos no mesmo período como um reflexo dos últimos 30 dias, não como efeito da quarentena mais rígida. “Entre o período de incubação do vírus, evolução da doença, internação e o paciente vir a óbito, leva em média 30 dias”, disse na mensagem. A expectativa do governador é de uma redução gradativa dos falecimentos pela doença. Por isso, Doria lembrou a importância dos protocolos sanitários. “Reforço a necessidade da população manter os cuidados de higiene, o distanciamento social e a utilização de máscaras. Com a colaboração de todos e o avanço da vacinação, vamos vencer a Covid-19.”

São Paulo registra mais de 83 mil mortes e 2,6 milhões de casos confirmados. Ao todo, são quase 26 mil internados, sendo 12 mil pacientes em unidades de terapia intensiva. Neste final de semana, a Vigilância Sanitária Estadual registrou 3.402 fiscalizações devido a aglomerações e comércios irregulares em todas as regiões do Estado. Desde o início do toque de restrição, em 26 de fevereiro, a Polícia Militar realizou 1.388 ações de apoio à fiscalização de enfrentamento à pandemia e quase 118 mil dispersões. No período, o Procon também, promoveu 7,7 mil fiscalizações e 473 autuações.  Apesar da fiscalização, o isolamento social caiu neste final de semana na cidade de São Paulo, a média foi de 44%, três pontos percentuais a menos do que o registrado há uma semana.

*Com informações da repórter Caterina Achutti