A Brazil Conference é um evento anual organizado pela comunidade brasileira de estudantes nos Estados Unidos. A intenção é discutir temas relevantes para o futuro do país. Entre os painéis da edição deste ano, um encontro entre possíveis candidatos para disputar a presidência da República em 2022 reuniu personalidades como o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), ex-ministro Fernando Haddad (PT), o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), e o apresentador de TV Luciano Huck (Sem Partido). O debate foi virtual e o público pode acompanhar pela internet. O foco da discussão foi o desafio para o país retomar o crescimento econômico e superar a crise causada pela pandemia de Covid-19. Entre temas destacados por todos os convidados estão, por exemplo, a fome, investimentos de longo prazo em educação e geração de empregos. 

Na ocasião, Ciro Gomes criticou o governo de Jair Bolsonaro e disse que situação do pais é pela falta de projeto nacional independentemente do partido que esteja no poder. “O desenho da economia política foi uma promessa que se revelou mentirosa, ela nunca foi cumprida. Uma promessa de um estado de bem estar social, que desenha as bases desse estado para o Brasil, mas que nunca foi capaz de dar os passos consequentes para que isso fosse uma prática que se oferecesse à cidadania brasileira”, disse. Por sua vez, Eduardo Leite elencou três principais pontos: educação, a questão ambiental e emprego e renda. “Entre 2015 e 2016, uma recessão econômica enquanto o mundo crescia, o Brasil se meteu em uma enrascada a partir do aumento dos gastos públicos, apostando na despesa do governo como forma de incentivar a economia, o Brasil perdeu confiança, credibilidade e gerou um ambiente de desconfiança, que retirou recursos e, consequentemente, gerou recessão da recessão, o desemprego.”

O petista Fernando Haddad disse que antes de olhar para o futuro é preciso resolver o presente, criticando o atual governo. “Nós temos um grave problema pandêmico que exige providências do governo que não estão sendo tomadas. Então a responsabilidade de todos nós que participamos de um evento tão importante é frisar que a pressão sob o governo pelo cronograma da vacinação tem que se intensificar, sobretudo agora que o Supremo Tribunal determinou a instalação da CPI da Covid para apurar a responsabilidade dos gestores públicos com a pandemia“, disse. João Doria também criticou a condução da pandemia feita pelo governo federal e falou sobre investimentos em educação, geração de emprego e defendeu o Sistema Único de Saúde (SUS). “A saúde pública brasileira está extremamente machucada e prejudicada pelas circunstâncias de uma pandemia que já levou a vida de mais de 369 mil brasileiros e a disruptura completa do SUS, que sempre funcionou muito bem no Brasil e foi uma referência internacional em todos os governos. Os governos passados preservaram o sistema único de saúde e esse governo, o governo Bolsonaro, destruiu o sistema único de saúde.”

O apresentador Luciano Huck justificou a participação dele no debate, disse fazer parte da sociedade civil que quer dar sua contribuição. Ele também criticou não só o atual governo, como a história da politica no Brasil. Para ele, o melhor projeto para o futuro virá da união e convergência do que cada partido tem de melhor a oferecer. “Para provocar a todos que a gente ilumine um caminho para o brasil com projetos que tenham conexão com as ruas, com o povo, com a verdade. Foi um projeto de gabinete, projetos partidário, projeto que nacional no grupo de Whatsapp não vai vingar, não vai ter conexão com o dia a dia, com o povo, com as pessoas.” esta foi a sétima edição da Brazil Conference. O evento é realizado desde 2015.

*Com informações da repórter Carolina Abelin