O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), enviou, nesta terça-feira, 9, uma carta ao embaixador da China no Brasil, Yang Wanming. No documento, o deputado federal destacou a importância da parceria entre Brasil e China e afirmou que “ideologias” não podem afetar a relação entre os dois países. “O governo brasileiro não é apenas o Executivo, mas também o Legislativo e o Judiciário. Portanto, também em nome do governo brasileiro, como presidente da Câmara, gostaria de reafirmar os compromissos permanentes com o governo da República Popular da China, em favor dos interesses dos nossos povos”, iniciou Lira. “Quero dizer que os interesses permanentes dessas duas grandes nações nunca foram nem poderão ser afetados pelas circunstâncias, pelas ideologias, pelos individualismos. Mas apenas e tão somente pelo interesse nacional e pelo bem-estar dos nossos povos.”

O presidente da Câmara também afirmou que a China é o maior parceiro comercial e que merece o reconhecimento brasileiro. Em seguida, ele pediu aos chineses um olhar “amigo”, “humano” e “solidário” para ajudar o Brasil a superar a pandemia. Segundo Lira, a forma do país auxiliar seria oferecendo insumos, vacinas e todo o apoio que “este grande parceiro da China” precisa neste grave momento. O deputado apontou que esta solideriedade irá reforçar os “laços” entre os países. “Faço esse apelo para que salvemos vidas de brasileiros, brasileiros que alimentam e salvam vidas de chineses com nossa produção agrícola”, justificou Lira. “Se nós não vacinarmos em massa a população brasileira, não sairemos dessa situação grave da pandemia”, pediu. O deputado completou o “apelo” afirmando que é importante que o Brasil tenha acesso a “todas as vacinas produzidas no mundo”. “Em nome da Câmara, eu reafirmo este apelo, e que nós encontremos bilateralmente uma solução mais rápida para dar essa resposta ao Povo brasileiro”, finalizou.